Rolling Stone Brasil
Busca
Facebook Rolling Stone BrasilTwitter Rolling Stone BrasilInstagram Rolling Stone BrasilSpotify Rolling Stone BrasilYoutube Rolling Stone BrasilTiktok Rolling Stone Brasil
Entretenimento / NOVIDADE

Eco estreia sob novo selo da Marvel para evitar frustrações: "Sem Homem de Ferro ou Capitão América"

Em entrevista à Rolling Stone Brasil, o produtor da novidade, Brad Winderbaum, explicou o conceito das produções Marvel Spotlight

Henrique Nascimento (@hc_nascimento)
por Henrique Nascimento (@hc_nascimento)

Publicado em 09/01/2024, às 14h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Eco estreia sob novo selo da Marvel para evitar frustrações: "Sem Homem de Ferro ou Capitão América" (Foto: Divulgação/Marvel Studios)
Eco estreia sob novo selo da Marvel para evitar frustrações: "Sem Homem de Ferro ou Capitão América" (Foto: Divulgação/Marvel Studios)

Eco, nova série do Universo Cinematográfico da Marvel, estreia nas plataformas digitais da Disney, o Disney+ e o Star+, a partir desta terça-feira (9) e, além de trazer Maya Lopez de volta, agora como protagonista, também estreia um novo selo da franquia, o Marvel Spotlight.

Em entrevista à Rolling Stone Brasil e ao CineBuzz, o produtor da série, Brad Winderbaum, explicou que o novo segmento apresenta a possibilidade de introduzir novos personagens de forma independente, sem que os espectadores sintam a necessidade de assistir a outras produções da franquia para entender a história, além de evitar frustrações com os fãs veteranos do Universo Cinematográfico da Marvel:

+++LEIA MAIS: Eco, nova série da Marvel, estreia nas plataformas digitais da Disney

"Se você olhar para os quadrinhos, vai achar vários selos diferentes como o 'Marvel Knights', o 'Marvel Spotlight' e muitos outros, e a razão disso era introduzir novos personagens ao público que, pelo menos, por um período de tempo, pudessem se manter sozinhos em suas histórias individuais e independentes do restante da continuidade", explicou.

"Era importante para nós que uma história como a de Eco, ou a futura série do Magnum, introduzisse esses personagens pela primeira vez sem levantar expectativas de que o Homem de Ferro vá chegar usando sua armadura ou que o Capitão América vá aparecer", continuou Winderbaum.

Mesmo com a proposta do novo selo, o produtor garantiu que a mudança não representa um fim para a personagem no Universo Cinematográfico da Marvel: "Isso não significa que a Maya Lopez não vive em um mundo com outros heróis, porque ela vive, com certeza", declarou.

"Nós a vimos em Gavião Arqueiro e ela pode aparecer em algum outro lugar, mas um fã casual da Marvel ou alguém que não saiba cada detalhezinho da continuidade [do Universo Cinematográfico da Marvel] pode assistir a Eco, pois é uma série que basta por si só", concluiu Winderbaum.

+++LEIA MAIS: Depois de Eco, quais são os próximos lançamentos do Universo Cinematográfico da Marvel? 

Sobre Eco

Maya Lopez, a Eco, é a primeira heroína nativo-americana e surda da Marvel. Nos quadrinhos, ela foi a primeira personagem a assumir o título de Ronin antes mesmo de Clint Barton (Jeremy Renner), que utilizou o alterego em Vingadores: Ultimato (2019) após perder a família para o estalo de Thanos (Josh Brolin).

Em sua adaptaçao para o Universo Cinematográfico da Marvel, a personagem vivida por Alaqua Cox - que também é surda e nativo-americana, além de ter uma perna mecânica - foi introduzida como a líder da Gangue do Agasalho, uma máfia de Nova York, em Gavião Arqueiro. Agora, em Eco, ela assume o papel de protagonista e nós descobrimos o que aconteceu com a jovem após falhar em sua tentativa de matar o Rei do Crime (Vincent D'Onofrio).

Encabeçado por Cox e D'Onofrio, o elenco de Ecoainda conta com Zahn McClarnon (Doutor Sono), Tantoo Cardinal (Dança Com Lobos), Chaske Spencer (A Saga Crepúsculo: Lua Nova), Cody Lightning (A Ponta de um Crime), Graham Greene (À Espera de um Milagre) e uma participação especial de Charlie Cox como Matt Murdock, o Demolidor. Assista ao trailer: