Rolling Stone Brasil
Busca
Facebook Rolling Stone BrasilTwitter Rolling Stone BrasilInstagram Rolling Stone BrasilSpotify Rolling Stone BrasilYoutube Rolling Stone BrasilTiktok Rolling Stone Brasil
Música / Machismo

Como Sophie Lloyd, guitarrista de Machine Gun Kelly, reage aos haters

Famosa na internet desde antes de sua entrada para a banda do cantor, musicista acabou criando “casca” em relação a comentários negativos e machistas

Igor Miranda
por Igor Miranda

Publicado em 02/01/2024, às 17h13

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sophie Lloyd (Getty Images)
Sophie Lloyd (Getty Images)

Em 2022, Sophie Lloyd ficou ainda mais conhecida ao entrar para a banda de turnês do cantor Machine Gun Kelly. No entanto, a guitarrista não é nenhuma novata em termos de popularidade: há anos ela acumula um número enorme de seguidores nas redes sociais devido a seus vídeos tocando o instrumento.

Só no YouTube, Lloyd conta hoje com mais de 1 milhão de inscritos em seu canal. Já no Instagram, são mais de 950 mil seguidores. Os números já eram grandes antes mesmo de seu envolvimento profissional com MGK, pois suas filmagens fazendo versões “shred” (“fritando” na guitarra) para clássicos do rock viralizavam facilmente na web.

+++  LEIA MAIS: Machine Gun Kelly é eletrocutado durante show e fica com cabelos em pé [VÍDEO]

Sophie Lloyd e Machine Gun Kelly (Reprodução)

+++ LEIA MAIS: A opinião de Pitty sobre letras de músicas atuais, sobretudo do funk

Como qualquer artista popular nos dias de hoje, ela tem que lidar com os haters, seja através de comentários machistas ou simplesmente depreciativos de um modo geral. Em entrevista à Primordial Radio (via Killer Guitar Rigs), Sophie contou como reagia de início a esse tipo de manifestação, sem negar o abalo que sofria.

“Isso me afetou de verdade nos primeiros dias. É horrível ver as pessoas julgando sua personalidade desse jeito, especialmente quando está tão longe de quem você é, do que você é.”

+++ LEIA MAIS: Os 250 melhores guitarristas de todos os tempos

Um tipo comum de comentário que Lloyd enfrenta nas redes é a respeito das roupas mais curtas que utiliza tanto em vídeos gravados em casa quanto nos shows. Segundo ela, até a imprensa especializada em rock e heavy metal aborda esse ponto às vezes, a acusando de “apelar para trajes curtos, sendo que homens não fazem isso”. Em sua visão, é uma grande mentira.

“Tenho tantos pontos sobre isso. Primeiro, você já viu alguma das postagens recentes de Lenny Kravitz no Instagram? Ele é extremamente sexual, dá para perceber [risos]. Em segundo lugar, os homens não faziam isso porque eles usaram as mulheres para seu benefício próprio, como o Mötley Crüe, usava garotas nuas na capa e videoclipes. Isso virou um símbolo do rock and roll que as pessoas amam há tantos anos. E então, finalmente, as mulheres retomam o poder e dizem ‘me sinto confiante fazendo isso dessa maneira, faço isso por mim mesma’. Não estamos fazendo isso por vocês, caras. Estamos fazendo isso porque é isso que nos faz sentir confiantes.”

Boato de affair com Machine Gun Kelly

A entrada para a banda de Machine Gun Kelly fez com que surgisse um boato, no início de 2023, de que Sophie Lloyd seria amante do artista. Isso surgiu na mesma época de um rumor a respeito do casamento de MGK com a atriz Megan Fox, que supostamente estaria abalado. Os dois seguem juntos até hoje e Lloyd continua se apresentando com o músico, o que só confirma o quão infundadas eram as fofocas.

A respeito especificamente dessa situação, ela refletiu:

“Todo mundo ia fazer piadas sobre isso, mas depois de uma semana tudo iria acabar. Esse é o problema com essas fofocas: na época parece o fim do mundo, mas agora nem me lembro direito. Literalmente dura só uma semana e acaba. As pessoas passam para coisas novas.”

Sophie ainda brincou que é “fanática por dramas de internet”. A guitarrista até via alguns vídeos que reforçavam os boatos de um suposto affair com seu patrão.

“Às vezes eu via alguns vídeos no TikToks e pensava: ‘oh, olha como eu olho para ele’. Até eu estava acreditando nisso! [Risos] Se não fosse eu a personagem da situação, eu estaria totalmente envolvida naquele drama.”

Lloyd também destacou a parte mais “tranquila” disso tudo: ela recebeu apoio das pessoas próximas.

“Tive muita sorte, pois ninguém (da banda e da equipe) se questionou com relação a isso. Todos sabiam que esse tipo de comentário era sempre algo mentiroso, inventado do nada. E todos ao meu redor foram legais.”