Rolling Stone Brasil
Busca
Facebook Rolling Stone BrasilTwitter Rolling Stone BrasilInstagram Rolling Stone BrasilSpotify Rolling Stone BrasilYoutube Rolling Stone BrasilTiktok Rolling Stone Brasil

O hit composto por Taylor Swift em menos de 10 minutos, segundo parceiro

Aaron Dessner, que trabalhou com a cantora em álbuns recentes, a definiu como “uma das maiores compositoras de todos os tempos”

Igor Miranda
por Igor Miranda

Publicado em 03/01/2024, às 09h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Taylro Swift e Aaron Dessner (Getty Images)
Taylro Swift e Aaron Dessner (Getty Images)

As habilidades de Taylor Swift como compositora são frequentemente apontadas como um dos grandes trunfos de sua carreira. Enquanto vários outros artistas pop da atualidade optam por interpretar canções criadas por outras pessoas, a americana é a responsável pelo desenvolvimento de suas próprias obras; no máximo, trabalhando com coautores.

Um deles é Aaron Dessner, guitarrista do The National. Os dois trabalharam juntos nos álbuns de inéditas mais recentes da cantora, Folklore e Evermore, ambos lançados em 2020.

+++ LEIA MAIS: A maior virtude de Taylor Swift, segundo banda que trabalhou com ela

Taylor Swift no Brasil (Buda Mendes/Getty Images)

Em entrevista à People, Dessner exaltou o talento de Swift como compositora. Inicialmente, ele comentou quais os grandes predicados da parceira nessa função.

“Acho que Taylor é uma das maiores compositoras de todos os tempos. Adoro o sentimento de pertencimento criado na música de Taylor, onde a alegria, a superação da adversidade, a destruição de estruturas patriarcais e a celebração da diversidade são temas tão predominantes.”

Em seguida, Aaron surpreendeu ao revelar que um dos hits recentes da cantora foi composto por ela em apenas 10 minutos. Trata-se de “Willow”, faixa que abre o álbum Evermore.

“Quando enviei para Taylor a parte musical de nossa canção ‘Willow’, acho que ela escreveu a música inteira do início ao fim em menos de 10 minutos e enviou de volta para mim. Foi como um terremoto. Então, Taylor disse: ‘acho que estamos fazendo outro disco’.”

O álbum pop perfeito de Taylor Swift

Ainda durante a entrevista, Aaron Dessner celebrou o trabalho de Taylor Swift em um álbum que não conta com a participação dele: 1989. Lançado em 2014, o disco traz canções como “Shake It Off”, “Bad Blood” e “Blank Space”. E para o guitarrista do The National, esse é o “disco pop perfeito”.

“Acho que 1989 é o disco pop perfeito e eu costumava me divertir muito enquanto o ouvia. Fiquei atraído ao ouvir ‘Blank Space’ no rádio e senti que era uma música pop impossivelmente perfeita. Assim que ouvi o disco inteiro, lembro de sentir que Taylor era uma espécie de unicórnio incrivelmente raro de cantora e compositora.”

+++ LEIA MAIS: Os 10 melhores filmes de ficção científica, segundo a Rolling Stone EUA

Outros talentos

Não foi só sobre a habilidade de Taylor Swift como compositora que Aaron Dessner falou em entrevista à People. O guitarrista também discutiu a performance ao vivo da cantora, cujos shows atuais chegam a durar três horas.

“Taylor é a artista mais trabalhadora que já conheci. Ela está envolvida em todos os aspectos da composição e produção de suas músicas e tem uma capacidade de atenção incrível e foco nos detalhes. E ela nunca para de compor músicas. O mundo já a viu tocar 44 músicas por noite em turnê, tocando por mais de três horas. Ela faz com que pareça fácil, mas é realmente uma façanha de resistência incrível.”

Uma comparação curiosa foi feita por Dessner: ele disse que Swift é quase como Bruce Springsteen no que diz respeito à duração de seus shows. Curiosamente, Taylor e Bruce já foram comparados em outras ocasiões devido ao estilo de composição.

“É difícil pensar em um exemplo de alguém que corresponda a esse tipo de produção, exceto talvez Bruce Springsteen, mas ele não precisa cobrir tanto terreno quanto Taylor. Da mesma forma, passei muito tempo com ela e nunca vi ninguém atendê-la. Quando fiquei na casa dela, a própria Taylor preparava o café da manhã e o jantar para todos. Ela é legitimamente uma pessoa muito realista e trabalhadora.”